The Kangaroo Post

Hopping from one thought to another... now in Mozambique!




IVÃ?


E-mail this post



Remember me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...



Novo semestre, novo trabalho!
Desta para economia pública, sobre essa coisa do sobrenatural que é o imposto sobre o valor acrescentado.

Mesmo grupo que no semestre passado (Tipo1, Tipo2, Tipo3 e Tipo4 are back!) com uma valiosa contratação de inverno - não adivinharam, não é o Tipo5, é o Ivan (Ivã??? longa história...).

Bom, de acordo com o estipulado no regulamento interno do Grupo dos Tipos™ o trabalho foi feito à última hora, envolveu pizzas e correu bem!
Estranhamente, e ao contrário do que está previsto no disclaimer disponibilizado aquando a adesão, não foi necessário recorrer a directas nem houve distúrbios com necessidade de intermediação internacional pelas entidades competentes.

Existem momentos que vale a pena recordar, como a constatação após várias horas de trabalho ininterrupto que "o regime especial é aquele que não é normal" e ainda a dúvida "kunami, na lista de bens a taxa reduzida... hummm... isso escreve-se com k ou com c???".
Apesar destes devaneios a apresentação ficou um mimo e o trabalho, as always, ultrapassou largamente o número máximo de páginas permitido!

O IVA é uma coisa que tá na moda e como tal...
Para os jornalistas que seguem este blog e que andam prái a dizer ah e tal, IVA é um imposto cego e o camandro, é minha obrigação clarificá-los que estão erraaaaados!

Pois fiquem vossas exas. clarificados que o IVA é um imposto progressivo sobre a despesa e regressivo quando tendo por base fiscal o rendimento!
Para quem estiver eventualmente interessado na tradução em português, o meu dicionário economês-portuga diz-me que isto significa que um aumento do IVA de 19 para 21% afecta mais os ricos que os pobres, porque os ricos consomem mais bens à taxa normal e portanto vêem a sua carga fiscal (aquilo que o estado lhes vai buscar ao bolso) aumentar proporcionalmente mais que as famílias pobres.
Além do mais, atenção, o aumento do IVA faz com que a regressividade sobre o rendimento diminua, o que quer dizer também que os ricos ficam pior... capisce?

Para mais esclarecimentos, é favor pedir à gerência deste blog o envio de uma cópia deste formidável trabalho, da autoria do Grupo dos Tipos™.


7 Posted back about “IVÃ?”

  1. Blogger ines 

    Eu só queria dizer uma coisita...o IVA não afecta mais os ricos afecta por exemplo quem toma banho com gel de banho (que paga mais), quem se depila (porque a cera é luxo e não remédio contra o atentado visual público que seria sem ela...), quem come as bolachas que são consideradas bem de luxo, quem prefere esparregado em vez de arroz, quem quer variar da batata em estado puro e come batatas fritas de pacote, quem troca o leitinho pelos corn-flakes ou iogurtes, e milhares de exemplos como tu sabes muito melhor que eu...toda a gente que consome mais do que pão, arroz, esparguete, leite e pouco mais. Mas se consumir massas já feitas já paga mais. O IVA é só mais inimigo público, um só, para levar este país ao estado brilhante e paradisiaco onde nos encontramos. O mundo agradece aos sucessivos governos estes apertos de cinto que tem feito de nós o país no último pêlo da cauda da Europa. O país onde quem não salta fora é porquer não pode...
    Onde impera o desemprego no seu melhor, a fome, a iletracia, a falta de oportunidades,os job for the boys e o sistema da cunha, a discriminação sexual e todas as outras,onde há sacos azuis e de outtras cores por todos os lados, onde a classe dirigente e os nossos estimados vip´s continuam a pedofilizar sem punição, onde o futebol é a única coisa que move o povo, onde todas as empresas vão à falência mas onde os economistas acreditam que ainda estamos a tempo de descobrir esses belos investimentos onde temos vantagem comparativa e que teimam a esfumar-se como o D.Sebastião e etc etc etc.
    Espero que como futuro brilhante economista, um dia, possas fazer qualquer coisa para de facto melhorar nem que seja um mílimetro, este cantinho saudoso, à beira mar plantado, onde nunca nada parece poder ficar pior mas onde os políticos descobrrem sempre mais um sítio para roubar e fazer porcaria. Onde as únicas glórias e conquistas têm 500 anos e nem dessas soubemos tirar proveito!
    Uma das jornalistas que te adora agradece a preocupação, fiquei muito mais esclarecida mas não convencida com a dissertação sobre o IVA!

  2. Blogger Diogo 

    Nada como um post que envolva a classe jornalística para fazer animar a secção de comments!

    De facto tens razão quanto à questão dos bens abrangidos pelos 5%, e sim, a factura é de facto paga da classe média para cima. Isso não altera no entanto as conclusões acima citadas...
    De qualquer forma, não sejas tão pessimista! Isto vai melhorar, mais tarde ou mais cedo... nem que seja quando o ano 2002 de economia da católica chegarem ao poder! ;)

  3. Blogger ines 

    ya, ya,ya...cá estarei para ver se não emigrar!

  4. Anonymous Tipo1 

    Pois é meus caros, para quem conhece aqui o Tipo1 sabe que sou completamente contra o ideal de coitadinho e coitadinha que impera na sociedade portuguesa, tão bem alimentado todos os dias pela nossa cara Manuela Moura Guedes e o seu Jornal Nacional em pleno horário nobre. Como em tudo na vida, existem bons gestores, maus gestores, bons economistas e maus economistas, assim como bom jornalismo mau jornalismo e bons/maus jornalistas. Espero que tanto a inês como qualquer um de nós consiga fazer sempre parte da classe dos bons, se não dos melhores em tudo o que façamos na vida. Contudo, deixem-me discordar um pouco do que ela disse. Quanto a ser a classe média a pagar a factura, concordo, mas deixa-me que te diga que por muito que viaje, que conheça outros países outras economias, este país aqui à beira mar plantado e que como tu dizes continua à procura do seu D. Sebastião é sem a mais pequena sombra de dúvida o melhor no qual se pode viver, nascer, e morrer!! E digo isto porquê?! Tlv seja a ingenuidade que leva a esperar pelo tal Sebastião, mas o que é certo é que a recessão afecta também os outros, a guerra, a fome, a miséria, o terrorismo, o desemprego, os tablóides e tudo aquilo que existe de mau acontece em dobro nos outros países. Existem mais pessoas na classe média, mais ricos, mas o dark side está lá, todos os dias. E nós por cá, enquanto continuarmos a pensar que o Estado resolve tudo, que se chove é culpa do Estado e ele dá subsidio, se n chove a culpa é do Estado e tudo ele resolve, então não vamos a lado nenhum!A terra das oportunidades não é o conto de fadas dos filmes da Pixar e da Warner Bro. nós, neste pequeno país temos de ver que as oportunidades somo nós que as criamos, e temos de lutar e sair daqui não isicamente mas através daquilo que produzimos, produzir e exportar para que em vez de sermos nós a tirar da prateleira do Modelo o tal gel de banho, ou a cera de depilação marca Dove ou Veet feito por uma classe pobre num qualquer pais do terceiro mundo, possam os outros tirar das prateleiras da Wal-Mart os nossos produtos Tuga-Made!!

    Nós criámos os problemas, nós vamos resolvê-los!!

    Por isso, vamos acabar com a história da coitadinha do Jornal Nacional, e apontar baterias para o desenvolvimento aqui dos Tugas!!

    Tipos 1,2,3,4,5, Inês, e Anónimos, somos nós que vamos mudar isto!!!
    E temos de poder contar uns com os outros...

    Best Regards!
    Tipo1

  5. Anonymous Anonymous 

    Concordo plenamente com o Tipo 1. Em Portugal há mto a ideia que o Estado tem que resolver tudo e mais alguma coisa. As pessoas sao afectadas por um síndroma de pequenez e comodismo que faz com que Portugal não cresça e não se desenvolva. A vantagem comparativa de qualquer país está nas suas gentes e nas suas mentalidades.

  6. Anonymous Tipo1 

    Bem, em relação ao trabalho, que mais à a dizer...

    Para além de que eu e os tipos 3&4 trabalhamos, que o tipo 2 tem namorada e faz almoços e jantares com ela por tudo e por nada, e que o Tipo5 ainda é um "rookie" nestas andanças e então por muito que combinemos antes acabamos por fazer sempre tudo à ultima da hora, uma coisa que me alegra é ver as nossas colegas (o grupo da A.T.A.D.A e da BetaFreak) começam muito antes, trabalham imenso, mas modéstia à parte nós com o last time temo-nos safado muito bem!!!:)

    De qualquer forma, penso que a minha performance foi menos boa(digamos assim) do que da ultima vez e que a contratação de Inverno encaixou que nem uma luva, começa a entrar no espirito do pessoal, e que é Beleza-Show de Bola mm...lol

    Para além disto tudo, vocês não tão bem a ver o filme que foi pa encomendar 2 pizzas(será que não colocam pessoal a atender chamadas na telepizza que ao menos saibam o que estão a fazer?!?!). Eu cheguei, cheio de fome, n fomos jantar ao Colombo porque demoraria mt, (então e que tal umas pizzas?!), bela ideia Tipo4!! Passada hora e meia, cadê Pizza!!? ñ havia ainda, o gajo da mota aparece com a pizza e ñ trás troco and so on...
    O belo do Filme!!!

    Mas mais uma vez, aqui o perfil e caracteristicas do Tipo1 sobressairam. Ah poix é!! Aqui o menino desencantou um relatóriozito que é um espectáculo e nos proporcionou um brilharete!!
    Cada um puxa por aquilo que faz melhor, eu arranjo, desencanto, desenrasco, etc...etc...etc..
    Enfim, não sou muito metódico e organizado, mas como os americanos dizem, é sempre preciso um Tuga na Administração pa desenrascar as coisas...lol

    Opah vou de Erasmus, vou ter saudades dos nossos trabalhos de grupo!

    Mais uma vez, Obrigado My Friends!

    Espero que tenham curtido tanto como eu :)

    Best Regards, o Tipo1...

  7. Blogger ines 

    Oh tipo 1 eu também não tenho propriamente a mentalidade da coitadinha e dos desgraçadinhos da TVI, apesar de já lá ter trabalhado, e se estivesse à espera que o Estado resolvesse alguma coisa já me tinha atirado duma ponte. Sinceramente espero que o teu optimismo se mantenha por muitos e bons anos e que possas pôr de facto em prática algo inovador naquilo a que te dedicares. Eu sinto-me desiludida com este paiseco que apesar de não ter mais tragédias como as que falavas também não anda nem desanda. E não é o Estado que tem a culpa, é óbvio...afinal o Estado é aquela coisa que supostamente somos todos nós...mas continuo a achar que este país é mais de primos, tios e afilhados do que das pessoas que tem vontade de andar para frente e mudar alguma coisa. Talvez me engane mas até agora ainda pouca coisa me fez crer o contrário...
    Mesmo assim ainda não perdi o espírito Mafaldinha de querer mudar o mundo e recuso-me a ficar de braços cruzados...mas claro espero cá estar para ver a vossa geração a não ficar espartilhada em grandes empresas e perder o idealismo em troca de alguns tostões que é o que vai acontecendo à maioria...

Click to post on The Post


About

    bem vindo ao kangaroo post. eu sou o diogo. e este é o meu blog.

    Porquê Kangaroo Post? Simples. Gosto de kangurus. Ah, e também já vivi na Austrália.

Keep in touch

AIM Icon MSN Icon Yahoo Icon Google Talk Icon .Mac Icon Skype Icon Facebook Icon Facebook Icon

Kangaroo Post Webgallery

Previous Posts

The Post's Archive

Recently posted back

Keep Updated with RSS

    RSS Photo RSS